Resenha – Inferis – Mental Cruelty

Após a brutal estreia com Purgatorium, em 2018, os jovens alemães do Mental Cruelty não quiseram saber de embromações. Trataram logo de preparar seu segundo ataque, Inferis, lançado em maio de 2019, pela Unique Leader Records, um dos maiores selos especializados em podreiras da atualidade.

O som da banda é o polêmico slamming deathcore, estilo que já foi acusado inúmeras vezes de ser uma ameaça aos valores reais do verdadeiro metal. Ou ser simplesmente uma farsa. Com o passar do tempo, o deathcore cada vez é mais visto como uma evolução natural do death metal, algo que qualquer vertente nova teve que passar.

Isso posto, a audição de Inferis é um deleite para quem curte extremismos. Estão lá as características do deathcore: os vocais “pig”, os breakdowns, blastbeats intensos e partes orquestradas que acabam dando uma atmosfera black metal ao trabalho dos caras. E, claro, tudo mais pesado do que uma maleta de rochas.

Dentro da sucessão de porradas que o quinteto alemão nos apresenta, podemos destacar Priest of Damnation, que tem toques black metal. Planet of Misery e seus riffs implacáveis. Human Evisceration, onde brilham os bumbos de Kevin Popescu.

Cosmic Indifference, que traz berros e pigsqueals alucinados do vocalista Lucca Shmerler, músico talentosíssimo, completa os destaques.

Gosta de bandas como Carnifex, Slaughter to Prevail, Thy Art is Murder e suavidades do tipo? O Mental Cruelty foi feito para sua playlist.

Inferis
Ano de Lançamento: 2019
Gravadora: Unique Leader Records

Faixas:
1-Inferis
2-Planet of Misery
3-Blood Altar
4-Tormentum
5-Priest of Damnation
6-Mundus Vult Decipit
7-Cosmic Indifference
8-God Hunt
9-Human Evisceration
10-Monocerotis


Comentários

Comentários