Maya

Maya é um típico caso de poesia, caso daqueles que evoca-se até Hilst para ilustrar: "(...) Porque tu sabes que é de poesia/Minha vida secreta. (...) /Antes de ser mulher sou inteira poeta.(...)" É pesquisadora de poesia marginal pela Universidade Federal de Uberlândia, poetisa, vegetariana, anarcofeminista e doida para jogar o corpo no mundo. Ainda não possui livro físico mas com frequência posta poesias em seu blog @FalaaiMaya.