Alex Sant’Anna lança novo álbum; confira Baião Amargo

Alex Sant’Anna lançou uma live session da música Algo Novo, do disco Baião Amargo, o terceiro da carreira.

Além disso, o vídeo foi produzido durante a quarentena e contou com a participação de Rafael Ramos (teclado), da The Baggios, e Leo Airplane (órgão).

Em resumo, Algo Novo fala dos desejos, angústias e vontades do cantor nesse período de isolamento social. Conta também com um videoclipe, além de ser uma das primeiras composições do álbum, com a participação de Marco Vilane.

Sobre a escolha da canção, Alex Sant’Anna disse:

“Essa música nasceu como uma marchinha, mas ganhou ares mais modernos na fase de produção. Queria o Vilane cantando qualquer música do Baião Amargo e ele adorou exatamente essa”.

Álbum Baião Amargo

Como resultado, Alex apresenta uma rica diversidade tanto na estética quanto no ritmo, letras e até no clipe de divulgação que conta como abertura o single Por Um Clique.

 Ademais, Baião Amargo traz conceitos de afro futurismo, arranjos e fortes percussões, sons de guitarras limpas, psicodelia, e baixos distorcidos.

Confira o disco nas principais plataformas de streaming.

Mais sobre Alex Sant’Anna

 Nascido na Bahia, Alex Sant’Anna iniciou sua carreira em Aracaju e atualmente o cantor e compositor é referência no cenário da música independente. Ajudou na formação da banda NauRêa no qual lançou três CDs, três EPs e um DVD ao lado deles.

Teve suas músicas inclusas em coletâneas como a World Music, South America Brasil (2013) e Music From Sergipe (Disco de Barro, 2012). Suas canções já foram gravadas por artistas como: Marco Vilane, Coutto Orchestra, Thiago Ruas e a Banda dos Corações Partidos.

Além disso, Alex Sant’Anna já dividiu o palco com artistas como Tom Zé, Zeca Baleiro, Bumcello (França), Debayres (Argentina) entre outros. Já se apresentou em festivais como a Feira Música Brasil (Recife), Porto Musical (Recife), FMI (Brasília), Popkomm (Berlim), Juicy Beats (Dortmund), Casa Brasil (Londres) e Blue Balls (Suiça).

O artista faz um mix de rock, MPB e muitos ritmos regionais apresentando toda a poesia cotidiana. Suas maiores referências vão de Nação Zumbi a Radiohead.

Comentários

Comentários