CPM 22 abrirá Santos Rock Festival no próximo dia 20

EGLE CISTERNA

Dois dias de todas as nuances e pegadas do rock, do mais romântico, passando por uma mescla de pop ou numa batida mais dançante, até o hardcore. Esta é a mistura da terceira edição do Santos Rock Festival, que acontece nos próximos dias 20 e 21, no Mendes Convention Center.

Para a abertura do evento, a banda CPM 22 traz o show do álbum Suor e Sacrifício, com o som semelhante ao das origens dos músicos, mais acelerado e com guitarras distorcidas.

Apesar da sonoridade do último trabalho, lançado em 2017, remeter ao início dos anos 2000, o vocalista Badauí não concorda totalmente que seja uma retomada, como disse em entrevista pelo telefone.

“A gente veio de um Cidade Cinza, que refletia a nossa fase, uma coisa de falar da cidade, e depois um acústico. Eu acho que essa sensação de volta às origens se deve mais à volta do (baixista) Fernando, que tem essa pegada mais punk rock, e do (guitarrista) Phil, que trouxe isso do Dead Fish”, avalia o músico. A banda conta ainda com o guitarrista Luciano e o baterista Japinha.

Tocar em Santos tem um sabor especial para Badauí. “Temos uma relação muito próxima com a Cidade. Quando tocamos pelo Brasil, o pessoal sempre pergunta se somos de Santos, pois tocamos muito aí no começo e isso nos marcou”.

Os músicos acabam de deixar a Universal Music e planejam os próximos passos da carreira. “Devemos lançar um single até o final do ano, mas ainda estamos vendo como faremos daqui pra frente”, afirma.

Uma das opções do CPM 22 é trabalhar com empresas ligadas ao streaming. Mas Badauí garante que o som característico da banda não deve mudar.

Outras bandas além do CPM 22

Na mesma noite, na sequência do CPM 22, os mineiros do Jota Quest sobem ao palco para tocar alguns dos sucessos de sua carreira, além das músicas da turnê Saideira Acústico.

A banda, formada por Rogério Flausino (vocal), Paulinho Fonseca (bateria), PJ (baixo), Marco Tulio Lara (guitarra) e Marcio Buzelin (teclado) deve brindar o público com Dias Melhores, Todas as Janelas, Só Hoje e Além do Horizonte.

E para fechar a primeira noite do festival, Capital Inicial, que tem à frente o vocalista Dinho Ouro Preto, está previsto para começar a tocar à 1 hora.

No sábado, a partir das 21 horas, Herbert Vianna (vocal e guitarra), Bi Ribeiro (baixo) e João Barone (bateria), do Paralamas do Sucesso, abrem a segunda noite de rock.

Depois, a banda paulistana Ira!, com Nasi (vocal), Edgar Scandurra (guitarra), Johnny Boy (baixo) e Evaristo de Pádua (bateria), apresenta sucessos clássicos do conjunto formado nos anos 1980.

Com o show que leva pelo Brasil, Frejat encerra o festival com sucessos da época do Barão Vermelho à carreira solo.

Palco alternativo

Paralelamente aos shows do palco principal, outro stage contará com bandas da região. Entre as escaladas estão Depois da Tempestade, Erodelia e Uelo, vencedora do concurso de bandas Queremos sua Banda no Santos Rock Festival.

Serviço

Os ingressos, a partir de R$ 90,00, estão sendo vendidos pelo site Ingresso na Net ou na bilheteria do Mendes Convention Center (Av. Francisco Glicério, 206, Campo Grande). Assinantes A Tribuna e um acompanhante têm 30% de desconto. Na sexta, os portões abrem às 20 horas e, no sábado, às 19 horas.

Comentários

Comentários