Black Star Riders e seu novo álbum em estado de graça

O Black Star Riders está de volta pronto para te dar um soco na orelha com o mais puro hard rock! Antes de tudo, vocês conhecem o Black Star Riders?

Formada em 2012, o BSR traz em seu DNA a banda clássica Thin Lizzy. Vinte e seis anos após a morte de Phil Lynnot, baixista e vocalista, Scott Gorham descobriu que poderia usar o nome de sua antiga banda para uma sessão de nostalgia, que já perdura 17 anos.

Mesmo não havendo diferença o grupo continua a linhagem da sonora do Thin Lizzy, como se fossem primos extremamente próximos.

Another State Of Grace

Sucedendo o álbum Heavy Fire, de 2017, o novo trabalho traz mudanças na sua formação. Chad Zeliga (Black Label Society e Breaking Benjamin), substitui Jimmy DeGrasso, e Christian Martucci (Stone Sour), assume as guitarras de Damon Johnson.

Porém, com as mudanças, não houve alteração no som da banda, já que o cérebro da banda fica entre o Scott Gorham (guitarra), Ricky Warwick (guitarra e vocal) e Robbie Crane (baixo).

O álbum abre com Tonight The Moonlight Let Me Down que, novamente, mostra a linhagem “Thin Lizzystica”. A faixa-título chega a surpreender em seu estilo rock n’ roll celta e guitarras no estilo gaita de fole.

Em Soldier In The Ghetto e seu piano elétrico, o grupo parece sair dos clássicos do Thin Lizzy e se joga, no que lembra muito, o álbum Come Taste The Band, do Deep Purple, enquanto Why Do You Love Your Guns, é uma balada energética old school, interessada em paz e harmonia e não strippers.

Entretanto, é notável a presença de refrões carregados que até o Thin Lizzy chegou algumas vezes.

Contudo, o BSR estará sempre à sombra do Lizzy, o que não se deve nunca sair. Another State Of Grace é a vida pós-morte de Thunder and Lightning, último álbum do Thin Lizzy.

Comentários

Comentários