Garage Sounds #01 – Mistanásia, a grata surpresa de Santos

Pela terceira vez o festival itinerante Garage Sounds vai chacoalhar o cenário do rock nacional. Este ano passando por 11 cidades brasileiras. Além das atrações principais, o festival complementa o lineup de cada cidade com atrações locais. São mais de 150 bandas fazendo barulho de 12 de julho a 7 de setembro.

Em Santos, o Garage Sounds acontece em 10 de agosto, na Arena Club. Os ingressos já estão à venda. Até o dia do festival, o Blog n’ Roll vai entrevistar as 16 bandas escaladas para a edição local. A primeira delas é a Mistanásia.

Por mais que seja considerada novata no cenário, a banda iniciou as atividades em 2009. Só para se ter uma ideia, tocou no show de estreia da Bayside Kings. Também marcou presença no lançamento do primeiro trabalho da Blackjaw.

A atual formação, com Gustavo Oliveira (Guz) no vocal, é de 2015. Anteriormente, houve a intenção de gravar algo em estúdio, mas ficou na pré-produção.

Se na primeira jornada a banda não foi pra frente, os atuais integrantes não ficaram para parados. São conhecidos por atuarem em outros grupos. Guz e Fábio Carcavalli, por exemplo, eram da Blackjaw. Victor Wronski integrou o Zerão.

O recomeço da Mistanásia

De 2015 pra cá, no entanto, a banda veio com tudo. Lançou o primeiro disco, homônimo, com 12 faixas distribuídas em mais de 24 minutos de puro hardcore. O disco conta com as participações de Cheeco Rocha, Kennedy Lui (Zebra Zebra) e Gabriel Menezes (Zerão e Disenteria). Rápido e pesado, o grupo conquistou seu direito de estar entre os grandes shows desde então.

Posteriormente, logo depois do lançamento do primeiro disco, a banda sofreu duas baixas: Victor Donato (guitarra) e Yuri Lima (bateria). Talvez tenha sido a atitude mais correta. Virou um powertrio com a chegada de Victor Wronski.

“Resolvemos fazer os sons novos que estão mais a cara dessa formação e dentro da nossa limitação de integrantes. O Victor Wronski trouxe bastante experiência, ideias e peso, deixando as músicas ainda mais pra frente e pesadas. Supriu bastante a falta da segunda guitarra”.

Guz, vocalista e guitarrista do Mistanásia

Unindo peso e velocidade com suas letras, que sempre falam sobre política e questões sociais, Mistanásia é nova pedrada no ouvido que você precisa ouvir.

Representando Santos no Garage Sounds, o grupo pretende mostrar seu show energético com músicas do disco de 2017 e alguns novos sons. Porém, não é somente o público que espera a subida aos palcos. O trio também está empolgado em participar do evento.

“Estar ao lado de grandes artistas é sem dúvida uma experiência incrível. Poder tocar pra muitas pessoas é sempre importante para ter uma visibilidade e conseguir levar nossa mensagem a um público maior e diversificado”.

Guz, vocalista e guitarrista do Mistanásia

Cenário hardcore

Atualmente, a cena hardcore de Santos não está muito favorável. A proximidade com São Paulo, cidade que também recebe o Garage Sounds, traz sempre uma comparação. E Guz, tentou explicar o que acontece.

“São Paulo é a cidade da diversidade, lá você encontra de tudo e todos os gostos. Aqui em Santos está cada vez mais restrito. Os aluguéis cada vez mais caros impedem a abertura de casas voltadas ao som independente, temos poucas opções comparado há alguns anos, mas acredito no crescimento do nosso cenário e vamos lutar pra isso.”

Guz, vocalista e guitarrista do Mistanásia

Após o festival, a banda pretende lançar seu mais novo trabalho. E para deixar-nos cada vez mais curioso, o Mistanásia lançou Sonhos Soterrados, faixa presente no EP que chegará no segundo semestre.

O novo single, que também rendeu um videoclipe “de muita correria, produção, estresse e perrengue”, como explicou o grupo, fala sobre os recentes rompimentos de barragens que aconteceram no País recentemente.

O trio pretende continuar divulgando suas músicas pelo Brasil. E também realizar alguns shows por estados próximos e interior de São Paulo.

Os ingressos para o Garage Sound estão à venda e custam entre R$ 52,50 e R$ 105,00. Para comprar, acesse o Sympla.

Comentários

Comentários