Mundo Extremo - Cláudio Azevedo

Resenha – Something Wicked Marches In – Vltimas

CLÁUDIO AZEVEDO

O que daria a união entre David Vincent (voz, Morbid Angel, Terrorizer, I Am Morbid), Flo Mounier (bateria, Cryptopsy) e Rune “Blasphemer” Eriksen (guitarra, Mayhem, Aura Noir)? Tendo em vista o histórico dos músicos, você não está esperando um álbum acústico com versos sobre rosas e paisagens bonitas, não é mesmo? Something Evil Marches In, o resultado do encontro do trio que forma o projeto Vltimas. O material traz um pouco de cada envolvido: os guturais de Vincent somados aos riffs de Blasphemer e às batidas de Mounier formam um pacote realmente atrativo a todos os fãs de metal extremo.

Quem possui restrições ao atual Morbid Angel tem a chance de ouvir Vincent em um trabalho de estúdio algo que não acontecia desde 2011. Convenhamos, ele é um dos mais originais cantores de death metal e, com o Vltimas, ele confirma isso mais uma vez. Suas interpretações estão presentes em todas as músicas, trazendo o ouvinte para o espírito da banda.

Isso sem falar em suas pesadas linhas de baixo. O timbre da guitarra de Hellhammer está perfeito, bem como seus riffs, obscuros e niilistas. De fato, o álbum é totalmente obscuro em seu approach. E sobre Mounier, não é necessário muita divagação. Quem já ouviu Cryptopsy está ciente que o cara toca bateria como um demônio.

Isso posto, faixas como Total Destroy, Monolilith, Everlasting e Last Ones Alive Wins Nothing fazem desse álbum uma grata surpresa neste ano de 2019. Não devendo nada ao (bom) último álbum do Morbid Angel.  E o Vltimas está escalado para tocar em diversos festivais europeus, indicando que a banda não é apenas um mero projeto despretensioso, nos fazendo aguardar o sucessor de Something Wicked. Ouça!

Something Wicked Marches In
Ano de Lançamento: 2019
Gravadora: Season of Mist

Faixas:
1-Something Wicked Marches In
2-Praevalidus
3-Total Destroy
4-Monolilith
5-Truth And Consequence
6-Last Ones Alive Wins Nothing
7-Everlasting
8-Diabolus Est Sanguis
9-Marching On

Comentários

Comentários