Incentivada pelo guitarrista do Maroon 5, Giulia Be emplaca single em novela

Processed with VSCO with c8 preset

Foto: Gabryel Sampaio / Divulgação

Enquanto as principais gravadoras têm se dedicado a encontrar novas duplas sertanejas ou MCs pelo Brasil, a Warner parece ter contratado um bom olheiro, com um faro apurado por jovens cantoras. Se no ano passado a carioca Miranda foi a aposta, 2019 será o ano de outra fluminense: Giulia Be, de 19 anos.

Autora do hit Too Bad, presente na trilha sonora da novela global O Sétimo Guardião, Giulia Be chama a atenção pela voz forte. Quando a assessoria de imprensa me mostrou um trecho da canção, pensei que fosse alguma pegadinha. Impossível não associar a voz dela a nomes como Dua Lipa e Lorde.

“Dua Lipa se assemelha pela voz, mas gosto de Caetano Veloso, Marisa Monte, Ed Sheeran, meu maior ídolo. A Lorde também tem a voz grave. Eu não me incomodo com as comparações. Inclusive gosto de imitá-las no meu tempo livre”, diz a cantora, aos risos.

O início da trajetória musical de Giulia veio após um encontro inusitado com os integrantes do Maroon 5, nos bastidores do Rock in Rio, em 2017. Na ocasião, ela contou com o apoio de uma amiga para conhecer os músicos. “Cantei um trecho de She Will Be Loved (hit da banda) e o James Valentine (guitarrista) adorou. Disse que eu deveria seguir nessa carreira”.

Relacionada com a música desde cedo – tocava piano na igreja – a cantora pediu dinheiro emprestado e investiu na produção de vídeos com covers no YouTube. O primeiro foi Deixe-me Ir, do 1KILO. E o resultado não poderia ser melhor: quase 500 mil visualizações na plataforma.

Confesso que prefiro Giulia cantando em inglês. Mas por uma questão de mercado terá de lançar canções em português também. “O próximo single será em português, mas ainda não posso dar detalhes sobre ele. Apenas que sairá no primeiro semestre”.

Enquanto ainda não dá pistas sobre o possível lançamento de um EP ou disco cheio, o que certamente acontecerá em breve, a ex-estudante de Direito garante que tem muitas composições. “Tenho uma mania de escrever uma música por dia, igual ao Ed Sheeran”.

E as citações repetidas ao autor de Shape of You revelam a grande paixão da cantora. “Eu vou no show dele e ficarei na grade. É meu sonho abrir uma apresentação do Ed Sheeran”, comenta a cantora, citando a turnê que terá início na próxima semana, no Brasil.

O show de Giulia começou a ganhar forma na semana passada, quando ela iniciou a montagem do set. Por enquanto, ficará restrito aos circuitos de São Paulo e Rio de Janeiro.

“Tenho entre dez e 12 músicas autorais prontas, mas no show devo cantar umas sete, mesclando com faixas de outros artistas”.

Mas se um show completo ainda não está nos planos, a cantora já negocia participações em apresentações de artistas mais renomados. O próprio Carnaval deve ser utilizado como plataforma pela carioca.

Sobre o single Too Bad, que tem conquistado o público na telinha, Giulia afirma se tratar de uma mensagem para as mulheres. “É uma questão de amor próprio, empoderamento. É o fim de um relacionamento, mas quem perdeu foi você. Passei a me valorizar mais e quis passar isso de uma forma leve e dançante”.

Comentários

Comentários