Catfish And The Bottlemen – Um “Longshot” cheio de curiosidades

Foto: Jill Furmanovsky / Divulgação

Catfish And The Bottlemen lançou nesta semana seu mais novo single. Depois de três anos sem divulgar nenhum trabalho, a banda voltou com a música Longshot.

A canção faz parte do terceiro álbum deles, que ainda não tem nome nem data de estreia. Seu último projeto foi The Ride, lançado em maio de 2016, vendendo 100 mil cópias no Reino Unido. Curiosamente, o disco foi gravado em um abrigo anti-bomba, sem celular nem contato com o mundo exterior.

O primeiro álbum, The Balcony, foi um sucesso imenso, conquistando o status de platina. Graças a grande repercussão dos seus dois CDs, eles conseguiram compartilhar suas mensagens com diversos países. Fizeram turnê no Japão, Austrália, Reino Unido, Europa, América do Norte e América do Sul, se apresentando até no Brasil, no Lollapalooza 2017.

Twice (curiosidades)
No novo videoclipe, os músicos estão tocando Longshot em uma linda paisagem da Grã Bretanha e claro, tudo está em preto e branco. Eles sempre gostaram da melancolia criada ao juntar essas duas cores… Desde do single Kathleen, de seu primeiro álbum The Balcony, os tons prevalecem nas escolhas das roupas e fotografias.

O lyric vídeo de Kathleen, inclusive, é composto por várias imagens do ator Ewan McGregor. Em uma entrevista, Van McCann, vocalista da banda, disse que eles amam o artista simplesmente pelo fato dele ser escocês.

Eles realmente gostam do Ewan! Uma das primeiras peles de bumbo da bateria do grupo, era uma imagem do ator sorrindo. Depois de tanto tempo o admirando, os meninos conseguiram se encontrar com ele! Ewan participou do clipe Hourglass, onde faz papel dele mesmo, em um hotel, tentando lembrar a letra da música. Teve até palhinha, já que ele também sabe cantar e fez alguns musicais, como Moulin Rouge.

Queridinhos da NME, foram indicados a três prêmios do NME Awards. Melhor banda Britânica, Melhor Banda Ao Vivo e Melhor Comunidade de Fãs. Falando em premiação, eles levaram o Brit Awards de 2015 por Melhor Revelação Britânica e também o BBC Music Awards de 2014, pela mesma categoria.

Catfish And The Bottlemen foi criada em 2007, no País de Gales, mais especificamente na cidade de Llandudno. Quando começaram, tinham 14 anos e eram inocentes como a idade. Distribuam cds em portas de shows e se apresentavam fantasiados de ninjas, para tentar chamar a atenção de ouvintes que gostassem de seu som.

Inspirados por clássicos do rock alternativo como Arctic Monkeys e The Strokes, seu som reflete bem as influências indies dos músicos que eles queriam se tornar um dia. Podem não ter ainda o porte de um headliner, mas os garotos das ruas britânicas vêm conquistando uma legião de fãs ao redor do mundo.

A banda é composta por quatro integrantes. Van McCann no vocal e guitarra, Benji Blakeway no baixo, Johnny Bond na guitarra e Robert “Bob” Hall, na bateria. Assim como alguns grupos conhecidos, Catfish tem um quinto membro “especial” que cuida da parte técnica. Larry, um roadie da banda que é super amigo de todos e foi adotado pelos fãs como “mascote”.

Ele já apareceu em clipes e é tão tietado quanto os outros que sobem ao palco. Quando eles vieram ao Brasil para tocar no Lollapalooza, Larry apareceu antes do show para fazer seu trabalho, mas a gritaria dos fãs ao vê-lo foi tanta que ele teve que voltar para os bastidores.

Sabemos que o Brasil é uma das plateias mais animadas, chega a ser um escândalo a nossa agitação comparada com a da Europa, por exemplo. A surpresa de Van ao ouvir o público cantando todas as músicas e pulando com os rifes e melodias, foi a prova de que o país mostrou a eles nossa essência acolhedora e apaixonante.

Comentários

Comentários